Notebook X

Como escolher um Notebook: Confira nossas dicas!

Na hora de saber como escolher um notebook é preciso considerar todo o conjunto de hardware e de software. De tal maneira que as configurações podem variar de acordo com a categoria na qual o modelo se enquadra.

Dessa forma, compreenda que é necessário saber conferir corretamente a ficha técnica dos equipamentos. Então continue lendo o artigo para descobrir como definir o produto ideal para você.

O que é um notebook?

O notebook consiste num aparelho eletrônico portátil que é uma alternativa frente aos modelos desktop. Dessa forma, saiba que ele tem a praticidade de ser transportado a vários locais sem dificuldades.

Ao passo que alguns rodam programas, apps e softwares mais básicos. Enquanto que outros são capazes de desempenhar tarefas intermediárias ou mesmo avançadas.

Com isso, o notebook é extremamente útil e consegue ser bem mais prático que o equipamento desktop. Desse modo, entenda que eles podem se dividir em vários níveis de acordo com suas funcionalidades:

  • Tudo em 1: o aparelho apresenta tudo em um só equipamento. O sistema é integrado, tendo vários componentes de hardware. Incluindo o monitor, touchpad, teclado, câmera e os alto-falantes;
  • Independentes: tem ampla funcionalidade, mas não requer periféricos adicionais a fim de realizar outras funções. Aliás, saiba que são menos cabos e a instalação dele é muito mais simples;
  • Acessórios: são ideais para gerar upgrades e ajudam os notebooks nas mais diversas funções;
  • Adaptabilidade: podem ser transformados em uma espécie de modelo desktop. Sendo ótimo para quem prefere equipamento de mesa. E ainda é possível transportá-lo para os mais diversos locais.

Assim, compreenda que o notebook tem funções e recursos que são de grande importância. Fazendo com que o usuário possa desempenhar suas tarefas com maestria e com amplo ganho de tempo.

Quais são as partes que compõem um notebook?

Existem diversos componentes, acessórios e partes que participam da construção de um notebook. Dessa maneira, você terá um produto completo e que lhe permite realizar muitas tarefas.

Desde escrever textos até mesmo a criação de sistemas através da programação em alguma linguagem específica. O que acaba gerando uma experiência ainda mais relevante e favorável.

Confira quais são as principais partes que encontramos em um notebook:

  • Tela;
  • Teclado;
  • Hardware;
  • Touchpad;
  • Bateria;
  • Fonte de energia;
  • Entradas;

Com isso, saiba que se torna fundamental saber definir se o conjunto realmente é efetivo. De tal modo que é essencial observar cada um dos componentes de maneira individual. É isso que vamos verificar nos próximos tópicos do nosso artigo.

A tela do notebook

Um dos componentes físicos principais de um notebook é a sua tela, também conhecida como monitor. Desse modo, compreenda que tal componente é utilizado para exibir o conteúdo.

Além disso, ele possui uma resolução que pode ser baixa ou mesmo em Full HD. Garantindo imagens e cores realistas e vívidas na tela. O que acaba sendo fundamental para quem pretende assistir vídeos, filmes ou séries.

Por isso, você deve analisar este ponto para não errar na aquisição. Assim, prefira aqueles monitores que tenham mais polegadas de dimensão. E que tenham resolução de no mínimo HD para melhores resultados.

O teclado do notebook

Outro componente físico do notebook é justamente o teclado que deve ter o layout adequado. A fim de trazer o conforto, praticidade e dinamismo que o usuário necessita.

Por isso, é importante você conferir se ele é um ABNT ou ABNT2. Ou mesmo se traz o idioma padrão em português ou em inglês. Pois, compreenda que há diferenças nos caracteres, tais como a presença do “ç”.

Vale ressaltar que alguns teclados são mais compactos e agrupam comandos. Sendo necessário o uso de teclas adicionais que são voltadas para a ativação das funções secundárias.

Touchpad

O notebook tem também um touchpad que é altamente sensível para controlar o cursor do mouse. Dessa forma, compreenda que ele consegue realizar os movimentos utilizando apenas os dedos, de modo prático.

Além disso, alguns deles trazem sensibilidade que é de multi-toque. Onde existem outras funções que são específicas utilizando mais de um dos dedos. Certamente, isso garante uma experiência excelente e amplia o leque de possibilidade com o seu aparelho.

Bateria

A bateria é responsável pela carga e também pelo grau de autonomia do equipamento. Desse modo, compreenda que quanto maior ela for em amperagem, mais tempo tende a garantir carga ao produto.

Enquanto que o notebook carece deste tipo de componente para que possa ser levado a outros locais. Já que nem sempre temos uma tomada por perto para realizar uma recarga.

Por isso, você não deve esquecer de adquirir um modelo que seja efetivo neste quesito. Para que os resultados sejam os melhores possíveis e que o produto possa sempre estar em funcionamento.

Fonte de energia

A fonte de energia é indispensável em um aparelho notebook. Afinal, compreenda que é ela quem faz com que o notebook receba a carga necessária para trabalhar.

Ao passo que o componente é uma espécie de cabo específico para ser colocado na tomada. Com isso, ele é capaz de gerar a carga na bateria do equipamento para que ela seja recarregada.

Vale destacar que certos modelos especiais trazem conectores que são magnéticos. Onde o objetivo é desconectar com a devida segurança para evitar acidentes.

Entradas e conexões

Um notebook também deve apresentar várias entradas, portas e conexões. Para que outros dispositivos possam ser inseridos no aparelho. Desse modo, você pode conectar um pendrive, HD externo, leitor de DVD, entre outros.

Outro detalhe do notebook é que as conectividades podem incluir o Wi-Fi e o Bluetooth que não são físicos. Sendo lógicas, porém tem tanta importância quanto o USB, o HDMI ou mesmo a entrada de fones de ouvido.

Por certo, entenda que é indispensável que haja uma grande quantidade de conexões. Então, não deixe de conferir isso em seu equipamento na hora de pretender fazer a compra dele.

Memória ram

É um dos componentes de hardware que serve justamente para guardar informações. Dessa forma, saiba que tais dados são voltados para uso e funcionamento dos apps, programas e até jogos.

Ou mesmo para que o próprio sistema operacional possa inicializar ou realizar algumas operações. Nisso, o notebook tem na memória ram um grande aliado do processador, que juntos fazem com que haja ótima velocidade.

Assim, compreenda que o ideal é que a máquina tenha pelo menos 4 GB. Ou superior dependendo do tipo de atividade que você pretende fazer. Vale dizer que alguns modelos até permitem a expansão da memória.

Processador

Chamado de Unidade Central de Processamento, este componente consiste num item de grande importância. De tal forma que é tido como o cérebro do computador e realiza muitas operações diferentes.

Além de interagir diretamente com as conexões feitas aos outros programas e aplicativos. Com isso, saiba que o notebook também constrói uma interface de interação entre o usuário e o aparelho.

HD ou SSD

Atualmente temos pelo menos dois tipos de componentes que são o HD e o SSD. Dessa maneira, compreenda que eles podem estar presente no equipamento de forma individual ou mesmo em conjunto.

Aliás, saiba que o HD é mais antigo e possui partes mecânicas, o que faz dele inferior ao SSD. Que por sua vez é mais veloz na leitura e na gravação dos dados no disco.

Assim, entenda que o notebook terá sempre um sistema de armazenamento. E o HD ou o SSD apresentam um tipo de capacidade que pode ser medida em Gigabytes ou Terabytes.

Por isso, você deve escolher aquele que tenha mais espaço para guardar seus arquivos. No caso, um HD com 1 Terabyte é o mais indicado. Já no caso do SSD escolha algum que tenha pelo menos 256 GB.

Placa de vídeo

Um notebook tem em sua composição a placa de vídeo que faz parte do hardware. De tal modo que a mesma é responsável pela geração dos gráficos na tela do equipamento.

E quando a mesma é dedicada acaba tendo uma otimização para jogos. Com isso, você pode optar por várias marcas e modelos. Dando preferência para um componente que seja voltado para os games caso queira.

Outro detalhe é que a qualidade da tela também precisa ser bem avaliada. E quanto melhor a resolução da mesma mais realista será a experiência. O som influencia neste contexto, então observe se ele é efetivo antes da compra.

Webcam

É interessante observar a webcam do notebook caso precise fazer fotos ou vídeos. Ou mesmo para videoconferências, reuniões online, ou outros tipos de experiências similares.

Desse modo, você precisa verificar a ficha técnica para saber se a qualidade é adequada. A fim de que possa de fato gerar arquivos nítidos e com boa iluminação.

Por certo, os estudantes e os profissionais são beneficiados com um componente potente. Que consegue captar a imagem e isso é realmente muito interessante em um aparelho do tipo.

Vale ressaltar que estudantes podem optar por fazer cursos EAD. Nesse sentido, saiba que uma boa câmera lhe possibilitará aprender muito melhor em seu curso.

Como saber se um notebook é bom?

Logo após todas essas informações ficou evidente que as configurações são de grande utilidade. Pois, entenda que elas fazem com que um notebook seja bem avaliado no mercado.

Enquanto que demonstra que seus componentes de hardware e software são capazes de fazer algumas tarefas específicas. Por certo, compreenda que existem modelos mais básicos, voltados para atividades rotineiras.

Os intermediários rodam softwares e games medianos que não sejam tão exigentes. No caso dos avançados temos um modelo que consegue atender programas robustos, jogos incríveis e softwares de renderização.

Nisso, você deve sempre conferir os seguintes pontos do notebook:

  • Tela e sua resolução;
  • Teclado e seu touchpad;
  • Conexões e portas;
  • HD ou o SSD;
  • Memória ram;
  • Bateria;
  • Placa de vídeo;
  • Processador.

Portanto, ao pretender comprar um aparelho portátil verifique o que ele é capaz de entregar. Para que a experiência seja a mais completa e favorável possível. E você tenha em mãos um modelo ideal para trabalhar, jogar ou estudar.

Outros artigos